Assembleia de Deus em Frexeiras

Assembleia de Deus em Frexeiras

Total de visualizações de página

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Aprendendo com Barnabé (Atos 11.19-24)


Introdução

         A história de Barnabé é pouco comentada pelos pregadores cristãos, história que está contida no livro histórico de Atos dos apóstolos, o relato da biografia de Barnabé é tão importante como a do apóstolo Paulo e outros, nesse estudo iremos conhecer o grande legado desse servo de Deus.

1-    Quem foi Barnabé?

Etimologia do seu nome Barnabé no original significa “Filho da Consolação”, seu nome era José (Atos 4.36) teve o nome posto pelos apóstolos para Barnabé, ele era Natural de Chipre que era nos tempos bíblicos uma ilha do mar mediterrâneo, o mesmo era Levita, da tribo de Levi poderia ser um sacerdote, abnegou tudo para seguir ao Senhor Jesus.

2-    Seu Chamado:

(Atos 13.2-3) foi chamado por Deus após orações e jejuns, Deus se revelou mostrando que ele e Saulo deveriam fazer a obra missionária, nos faz lembrar o que ocorreu com nossos pais, o site http://assembleiavilaverde.com.br/ comenta que: O Espírito Santo revela "Pará”. No ano de 1910, na casa de um irmão chamado Adolfo Ulldin, em South Bend (EUA), Deus falou maravilhosamente com Daniel Berg e Gunnar Vingren. Vejamos o que o próprio Vingren nos diz: "Num dia, no verão, Deus pôs no coração que deveríamos nos reunir num sábado à noite para oração. Quando orávamos, o Espírito do Senhor veio de uma forma poderosa sobre nós (...) Um irmão, Adolfo Ulldin, recebeu pelo Espírito santo palavras maravilhosas e mistérios escondidos que foram revelados. Entre muitas coisas, o Espírito santo falou por meio desse irmão que nós deveríamos ir a um lugar chamado "Pará", onde o povo a quem testificaríamos de Jesus era de um nível social muito simples. Nós iríamos ensinar-lhes os primeiros rudimentos do Senhor. Também escutamos pelo Espírito santo a linguagem daquele povo, o idioma português (...). Nenhum dos presentes conhecia tal lugar. Após a oração, fomos a uma livraria a fim de consultar um mapa que nos mostrasse onde estava localizado o Pará. Descobrimos então que se tratava de um Estado no Norte do Brasil."
Os nossos pais tal qual Barnabé e Saulo foram separados pelo Espirito Santo de Deus após orações e clamor a Deus. Devido a este motivo tanto nossos pais como Barnabé e Saulo foram prósperos em seus ministérios diferentes de muitos que abrem igrejas no intuito de fazer comércio da fé.

3-    Foi um fiel discípulo do Senhor Jesus

Barnabé era doutor (Atos 13.1), a igreja primitiva passou pelo discipulado (Atos 2.42) aprenderam a doutrina dos apóstolos que era baseada em Cristo, (Atos 5.42) Barnabé tinha esse dom ministerial, tinha uma capacitação divina de ensinar a outrem de transmitir a palavra com eficácia e unção, ele foi regenerado (João 3.3-4) que significa nascer de novo. Ele passou pelo discipulado de fato, se converteu e recebeu cargos eclesiásticos.

4-    Foi um fiel mordomo de bens materiais e finanças

Ele praticava a mordomia cristã era um administrador um despenseiro que é o cristão administrador dos dons, obreiro responsável por cuidar das coisas de Deus (Tito 1.7).
Barnabé trabalha assim como Paulo a fim de dar exemplo (1 Cor 9.6) Paulo fazia tendas (Atos 18.3). Áreas da mordomia cristã:
I-tempo (DN 6.10)
II-Talentos (MT 25.14-30)
III-bens materiais (SAL 24.1)
A mordomia é reciproca Deus confia e dar, quem granjeia recebe mais.

5-    Barnabé o apóstolo que amou o serviço social Cristão:

(Atos 11.28) Ágabo profetizou fome sobre a terra na época do imperador Cláudio nessa ocasião em que a igreja em Antioquia envia ajuda aos irmãos da Judeia. (Atos 11.29-30) cuja tarefa foi feita por Paulo e Barnabé.
Barnabé não era avarento (Atos 4.36-37) depositou o valor de uma herdade nos pés dos apóstolos, fez diferente de Ananias e Safira (Atos 5.1-11). Não somos conhecidos como verdadeiros servos de Deus apenas por roupas ou dons, mas pelo amor ao próximo (João 13.35).

6-    Barnabé, discipulador e missionário separado pelo Espirito Santo de Deus:

Barnabé tinha três características importantes que o faziam um discípulo diferente:
I-Cheio do Espirito Santo (Atos 11.24)
II-Homem de bem (Atos 11.24)
III-Homem de fé (Atos 11.24)
Suas atitudes ratificam como um home de bem amoroso, amar não significa concordar com o erro, mas ajudar o próximo sempre dizendo a verdade.
Ele era um missionário (Atos 13.2-3) amoroso apresentou Paulo aos discípulos (Atos 9.26-27), veja que muitos hoje não ajudam novos convertidos com receio, com Paulo foi diferente Barnabé ajudou ele a ser conhecido e não mais o temerem, certa feita ele se desentendeu com Paulo (Atos 15.36-40)e se separaram devido Marcos que o abandonaram na primeira viagem missionária (Atos 13.13), e na segunda viagem Paulo não o quis mas leva-lo achando injusto tal atitude porém Barnabé deu uma nova oportunidade de mudar (2 Tm 4.11) e mais na frente o próprio apostolo Paulo o reconheceu. Barnabé era diferente era um líder que acreditava que dava oportunidades.

Conclusão

Temos que ser como Barnabé cheio Espirito Santo, fé e ser um homem de bem, que ame ao próximo, Barnabé  é um exemplo de solidariedade ele ajudou os cristão na Judeia, apresentou Paulo aos apóstolos, acreditou em João Marcos quando Paulo o rejeitou, Barnabé deixou um grande legado, exemplos.




Preparando-se para o dia mau (EC 12.1)

Introdução

   Vivemo em uma época onde cada vez mais se massageia o ego das pessoas, dentro da igreja isso acontece muito ao ponto de novos convertidos pensarem que tudo na vida é um mar de rosas, o celebre psiquiatra Augusto Cury já recomendava aos pais falar para os filhos que a vida é cheia de obstáculos afim de prepara-los para que no futuro possam vencer as dificuldades da vida sem passar por depressão. Pela bíblia o dia mau vem para todos.

1-O que é o dia mau?

   A palavra mau no grego significa dificuldades, cada dia tem o mal (MT 6.34), todos os dias o mal acontece seja pelo próprio Deus ou pela sua permissão, porém esse dia vem sobre todos ou individualmente o dia mau é o: desemprego, mortes, acidentes, doenças, reprovação, perseguição (RM 8.35), são as dificuldades da vida.

2-O dia mau vem:

   O próprio Jesus ratificou isto em (João 16.4) no mundo passarei aflições. Aflição é sofrimento, dor, lutas, Jesus preparou bem seus discípulos através de exemplos (lavando os pés dos discípulos), através dos seus sermões Jesus preparou eles para serem humildes e enfrentar o dia mau. 

3-Lembrando do Senhor antes do dia mau:

   (EC 12.1) lembrar inclui cuidar da palavra de Deus (Sal 119.11), guardar a palavra no coração para não pecar contra Deus, lembrar inclui orar e vigiar (MT 26.41).

4-Como vencer o dia mau?

  (EF 6.13) Através da armadura que preenche toda nossa vida não tendo brechas para fracassarmos na nossa luta tanto espiritual como no dia mau.

Conclusão

  Saiba que o dia mau chega para todos, mortes de familiares, desemprego, calunias, brigas, invejas, falsos testemunhos, doenças perigosas, decepções. Estando preparados na palavra de Deus venceremos. Nossa casa deve estar edificada na rocha (MT 7.24-29).

sábado, 23 de janeiro de 2016

Três consequências do pecado de Sansão

Introdução

       A palavra "Pecado"(do original grego "Harmatia") significa errar o alvo. Nosso alvo é Cristo, tudo que nos tira desse alvo constitui-se pecado que também pode ser chamado de: impiedade, desobediência e transgressão. Todo pecado tem uma consequência seja pequena ou grande, todos que pecam sofrem as nefastas consequências. Neste estudo estaremos elencando três consequências sofridas por Sansão após o pecado de ter confessado o segredo da sua força a Dalila.

1- Sansão perdeu suas forças (Juízes 16.20)

     Antes de perder as forças Sansão brincou com o pecado, ele persuadido por Dalila inventava que sua força consistia em tal coisa, como ele falava Dalila fazia afim de enfraquece-lo, em meio as circunstâncias Sansão continuava com ela, confira:

I-(JZ 16.7) amarrou ele com sete tendões frescos.
II-(JZ 16.11)amarrou ele com cordas novas.
III-(JZ 16.13)Teceu 7 tranças da cabeça com a urdidura da teia e as firmou com pino de tear e o amarrou.

    Nas três primeira tentativas de Dalila já era um motivo para Sansão correr do mal, porém ele tomado pelo prazer, foi envolvido pela concupiscência da carne, ela descobriu todo seu coração, ele acabou confessando o real segredo da sua força. Com isto ela corta suas tranças e ele fica igual a qualquer homem, Sansão fica sem "forças", a primeira consequência do pecado de Sansão foi perder à "força", da mesma forma é na vida espiritual de um cristão, se torna sem forças para: ir ao templo, orar, ler a bíblia, evangelizar etc.

2- Ficou Cego (Juízes 16.21)

    Um dos canais de pecado do homem são os olhos, a concupiscência dos olhos faz e fez muitos pecarem, ele era uma pessoa que mesmo antes de Dalila era mito seduzido pela exterioridade leia (JZ 14.1-3). Sansão pecava no desejo dos olhos, Jesus alertou sobre isto (MT 5.29), devemos arrancar o olhar carnal pra salvar nossa vida da condenação eterna, "quem enxerga pelos olhos carnais se torna cego espiritual". Sansão acabou ficando cego duas vezes, cego espiritual e cego literal, (JZ 16.21). A segunda consequência do pecado de Sansão foi ficar "cego literalmente". Da mesma forma um cristão em pecado é cego espiritual ele ver tudo pelo lado carnal, não compreende as coisas do Espirito Santo (1 Coríntios 2.14).

3- Foi zombado (Juízes 16.24-25)

   Sansão ficou sem forças e cego e para piorar a situação foi levado ao templo dos Filisteus para ser zombado, todas as nações temiam a força de Sansão, porém agora ele é ridicularizado pelo fato de estar como qualquer homem, Sansão levou o portão de gaza nos ombros, matou mil homens com uma mandíbula de jumento, tinha forças, agora é zombado. A última consequência do pecado de Sansão foi ser "zombado". Da mesma forma o cristão que cai em pecado é totalmente ridicularizado por Satanás, o diabo engana o ser humano para que o mesmo usufrua do pecado, porém depois de estar dentro ele se encarrega de sujar o cristão, nisso ele é perfeccionista, é o pai da mentira. Cuidado! Pastores, Presbíteros, Diáconos, Obreiros, Despenseiros o inimigo quer destruir seu ministério e pôr seu nome na lama, não faça como Esaú não troque sua primogenitura por um prato de lentilhas (GN 25.34). Faça feito Nabote (1 Reis 21.1-7) não negocie sua vinha com ninguém por mais que custe sua cabeça, melhor é morrer com um bom nome do que estar vivo e ser ridicularizado.

Conclusão

   Em meio ao fracasso e ao pecado existe uma solução para sua vida (PV 28.13), aquele que confessa seus pecados e deixa de praticar alcança misericórdia do Senhor, Sansão se arrependeu orou ao Senhor (JZ 16.28-30) e Deus perdoou seus pecados e lhe deu um presente suas forças voltaram e Sansão cumpriu sua missão na terra que era de libertar os israelitas das mãos dos filisteus, ele derruba as colunas do templo e mata todos os filisteus que escravizavam os israelitas, "não permita que o pecado atrapalhe sua missão na terra" se arrependa e Deus irá te usar como em outrora e seu nascimento valerá apena e consequentemente você deixará um grande legado.





sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

A Parábola da Figueira Estéril (LC 13.6-9)

Introdução

     A parábola da figueira estéril nos faz refletir sobre a importância do arrependimento para alcançar misericórdia do Senhor, nesse estudo estaremos explicando o real significado da parábola e consequentemente fazendo uma aplicação pessoal do tema para edificação da nossa vida espiritual.

1- Parábola:

   Segundo o dicionário almeida "Parábola"é geralmente uma história curta ou comparação baseada em fatos verdadeiros com o fim de ensinar lições a respeito do Reino de Deus, ou de sabedoria ou moral. Por que Jesus falava em parábolas?

I- Cumprimento de uma profecia (SAL 78.2) (MT 13.34-35)
II- O reino dos céus era destinado aos humildes de coração (MT 13.13-15)

    Sendo assim mais uma profecia que se cumpria no Senhor Jesus, ele usava desse artifício para esconder verdades aos ignorantes que não queriam ouvir e revelava aos pequeninos. (MT 11.25).

2-A Figueira Estéril:

    Nesta parábola havia uma figueira plantada em uma vinha, figueira é uma árvore que produz frutos denominados de figos que é um fruto carnoso que têm seu pericarpo suculento. Esterilidade no contexto significa árvores que não dão frutos.  Ela estava plantada em meio aos pés de uvas (vinhas). Na parábola a Figueira representa a nação de Israel, que na época de Jesus e até os dias atuais não dão frutos, vivem no orgulho e no pecado. Jesus repreende seus interlocutores (Lc 13.5); (Lc 13.4) que não queriam se arrepender dos seus pecados e consequentemente iriam perecer igualmente aos galileus e outros 18 que foram vítimas da queda da torre de Siloé.
     "Arrependimento" do hebraico "naham" é um virtude importante para se alcançar as misericórdias do Senhor, o arrependimento é a porta do perdão. Arrependimento significa mudança de atitude mental e de propósitos e as vezes de sentir tristeza por errar. pode ser aplicado ao adolescente crente, por ter o compromisso de ser luz do mundo e sal da terra. O que é ser luz do mundo e sal da terra?

I- Luz do mundo (MT 5.14, 16) refletir as obras para o mundo afim de Cristo ser glorificado.
II- Sal da terra (MT 5.13) fazendo uma analogia com o sal: dar sabor, sede, não é percebido na comida mas se sente no paladar, conserva alimentos fora da geladeira. Da mesma forma o sal na vida do crente faz ele dar sabor ao mundo, faz os pecadores sentir sede de Deus, o crente com sal não faz nada para aparecer mas Deus aparece nele e por último o crente com sal conserva a sã doutrina, conserva sua vida em santidade.

3-Cumprimento desta parábola na vida de Israel:

    Antes de ratificar essa parábola cabe ressaltar que Israel sempre sofreu, essa nação foi dividida pós a morte do rei Salomão em reino do norte e reino do sul, as 12 tribos se dividiram em reino do norte (1 RS 12.1-25) com 10 tribos respectivamente e reino do sul com 2 tribos tendo como capital Jerusalém. Essa nação mesmo antes da vinda de Jesus a terra já sofria devido a desobediência o reino do norte acabou sendo cativo pelos Assírios e o reino do Sul se tornou cativo pela babilônia do terrível nabucodonosor. Nos tempos de Jesus viviam no jugo romano.
   Como Jesus falou os Judeus pereceriam, há séculos sofrem o templo construído por Salomão foi destruído por nabucodonosor no período do exílio babilônico, ( 1º templo) e no ano 70 dc o general Tito sitiou Jerusalém e destruiu o templo mais uma vez (2º templo) que foi reconstruído por liderança de Zorobabel ao voltar do cativeiro babilônico, após a destruição do segundo templo o povo se dispersou no mundo, despatriando até o ano de 1948 voltando a ser nação novamente, logo após o grande genocídio anti semita liderado por Adolfo Hitler. A supracitada profecia se finalizará na segunda vinda de Cristo.

4-Aplicação pessoal:  

    Figueira: Israel. Dono da vinha: Deus. Viticultor: Jesus. Estrume: A palavra. Fruto: boas obras acompanhada pelo arrependimento pelo pecado.

    (MT 7.16-20) O agricultor ara a terra após lança as sementes em seguida espera a chegada das chuvas temporã e  e serôdia, que dão respectivamente a germinação no solo e o amadurecimento do fruto, é pelo fruto que se conhece uma árvore, quem é bom produz bons frutos quem é vive na carne produz frutos maus, as árvores que não dão frutos o fim é ser cortada e lançada no fogo, o adolescente salvo deve produzir fruto (GL 5.22-25). Não se conhece um crente por manifestações de dons (MT 7.22-23) e sim pelas atitudes cristãs pela santidade que é o caráter divino em nós, (TG 3.2) afirma que quem controla a língua é perfeito, porque Tiago sabia que uma pessoa carnal não consegue dominar a língua quem domina a língua é uma prova de uma vida espiritual.
     Temos que ser santo "separado" para adquirirmos uma perfeita comunhão com Deus e começar a brotar os frutos de Deus em nós caso contrario seremos como os Judeus raquíticos e sofreremos as nefastas consequências da desobediência.
      A igreja têm que produzir Deus pacientemente espera devido a graça do Senhor Jesus Cristo que está lançando o estrume afim de que os frutos aparecem caso contrário será cortada e lançada no fogo, faça sua escolha ou produz pra ser salvo ou fica estéril pra ser condenado.

Conclusão 

   Se não frutifica não pode colher, quer ter uma colheita com Deus produza frutos agradáveis e Deus reciprocamente encherá teu odre.

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Tendo intimidade com Deus (TG 4.8)

Introdução

O que é intimidade? 


Segundo o dicionário online priberam intimidade significa: Amizade íntima, familiaridade, relações íntimas. partindo desse pressuposto faremos uma analogia entre intimidade pessoais entre amigos e levaremos para o lado espiritual com Deus. Como obter intimidade com Deus? Como posso provar que tenho intimidade com Deus?

1- O amigo íntimo conhece a voz do seu companheiro (João 10.27):

O crente deve conhecer a voz do seu Deus, isso evita confusões, decisões precipitadas e atitudes erradas. Muitos se apegam a pessoas com dons de profecias para tomar qualquer atitude e muitos irmãos têm se decepcionado com isto, muitos esfriam na fé se desviam do caminho do Senhor, muitos acham que as pessoas que possuem dons de profecias são iguais aos profetas veterotestamentários que eram consultados a qualquer instante, primeiro os profetas foram até João Batista (LC 16.16), hoje temos pessoas com dons que não podem ser consultados e sim falam quando Deus quer usar, (1 Co 14.3-4) as profecias Neotestamentárias têm outras finalidades exclusivas para igreja e não para "escolher políticos, para casamentos etc." Cuidado!

2-O amigo íntimo conta segredos:

Deus conta seus segredos aos que o temem (respeita), (SAL 25.19), Deus fala o que ele quer de você na terra, dá a direção certa, entrega dons e talentos as portas são abertas. (João 15.13-15). Jesus é nosso amigo!

3- O amigo íntimo confia plenamente um no outro:

Temos que confiar em Deus (SAL 91.2). Todo amigo tem um amigo que confia para emprestar dinheiro, fazer favores, quem confia em Deus entrega todos os seus caminhos ao Senhor (SAL 37.5). Quem têm intimidade com Deus deve mostrar na integra através da confiança, essa confiança é recíproca, Deus consequentemente entrega bençãos e vitórias a quem ele confia. Na parábola dos talentos vemos essa reciprocidade (MT 25.14-30) ele entregou mais talentos aos que ele confiou como fiéis que granjearam, ao que enterrou o talento foi um servo mau e fiel, coube a ele ser lançado lago de fogo.

4-O amigo íntimo dialoga:

A prova de uma amizade íntima é quando existe diálogo, um casal íntimo é ratificado no diálogo, não há intimidade sem diálogo, o diálogo é a porta para as descobertas e a verdadeira comunhão. Quando mais se conversa mais íntimo fica-se em relação a Deus a oração é a chave da intimidade (MT 26.36-41), minutos de orações não são suficientes para haver intimidade com Deus, da mesma forma quando amigos que conversam pouco nunca se tornam íntimos, a intimidade com Deus está pautada nas altas horas de conversas, Moisés falava com Deus e ele respondia (EX 33.11).
Nesse tempo de diálogo o amigo aconselha, ajuda na adversidade (PV 17.17), repreende para o bem (PV 27.5-6). Algo interessante é que se um amigo está chateado, se um amigo está triste ele não fala mais como antes. Da mesma forma Deus ao ser entristecido pelo pecado, pela falta de santidade não fala mais como antes, não se revela mais como em outrora, nesse momento ele fala repreendendo e alertando, muitos cegos pelo pecado não aceitam e não entendem porquê de Deus não responder com palavra de bençãos e vitórias, quem quiser ouvir palavras boas da parte de Deus deve-se santificar, caso contrário só ouvirá repreensões, não porquê dele estar zangado, mas pelo fato de amar você (HB 12.6).

Conclusão

Quer intimidade com Deus? comece orando, dialogue muito entregue seus caminhos ao Senhor e confie nele e você sentirá na alma a voz de Deus falando com você e todos os seus caminhos serão esclarecidos e conhecerás os desígnios de Deus.

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

3 princípios para seguir Jesus.

Texto base: (MC 8.34)

Introdução

Hoje muitos dizem ter Jesus. dizem seguir a Jesus. Há quem ignore a pergunta, você que aceitar a Jesus? Porém veremos que para se intitular de verdadeiro seguidor de Jesus, temos que observar se estamos enquadrados nestes 3 princípios: 

1-Amar a Jesus acima de todas as coisas:

(MT 8.19) Escriba afirma que seguiria Jesus, para onde ele fosse, (MT 8.21) outro pediu para primeiro sepultar seu pai para depois seguir a Jesus. Jesus deixou claro em ambas as passagens que a tarefa de segui-lo era árdua, ele não tinha onde reclinar a cabeça, a o outro foi duro ao dizer que deixasse que os mortos sepultassem os seus mortos. Na verdade Jesus estava provando a intenção dos seus corações, para seguir a Jesus, deve-se ter amor, (MT 10.37) ele mesmo ratificou que pra segui-lo se necessário fosse teria que enfrentar o desprezo da família, muitos hoje não seguem a Jesus devido a reprovação familiar. (MT 10.34-37), a salvação é individual, independe de aprovação familiar. (MC 10.28-31) Só o amor nos faz vencer a rejeição familiar, e todo ódio maligno, ele mesmo disse que seriamos odiados e perseguidos (MT 24.9).

2-Se desprover da Avareza: 

Avareza é o amor ao dinheiro ao poder, é o desenfreado desejo de posses e riquezas que sega o homem. (MT 10.39) devemos perder a vida para seguir a Jesus, algo que o Jovem rico não quis fazer (MC 10.21-22), o amor as riquezas afasta o homem de Deus (MC 10.23-27). Seguir a Jesus requer humildade e confiança que o amanhã será provido por Deus. 

3-Negar a si mesmo:

(MC 8.34) Jesus afirma que para segui-lo temos que negar a nós mesmos, seria o fato de negar a concupiscência carnal, o desejo desenfreado da carne pelo que é mal como relata Paulo aos Corintios (1 Co 6.9-10) ele ratifica que tais pessoas não herdarão o reino dos céus, as obras da carne militam contra o espirito (GL 5.17), veja a lista de obras da carne em (GL 5.19-21) mais uma vez Paulo reitera que tais pessoas não herdarão o reino dos céus. É necessário um arrependimento (MC 1.15) para alcançar perdão e viver em novidade de vida, somos capazes de vencer as obras da carne através da oração e do Fruto do Espirito (GL 5.22-25). Negando nossos desejos que nos agradam mais que entristecem o Espirito Santo nos tornaremos fortes e alcançaremos o céu a nova Jerusalém de Deus. 

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Missões a obra não está terminada (Mc 16.15)

Introdução

Necessariamente é de suma importância se fazer missões, é uma missão nossa delegada por Jesus, muitas vidas estão morrendo, existem muitas vidas escravizadas no álcool, nas drogas ilícitas, vidas depressivas, e nós temos que fazer nossa parte levando o ide de Jesus. Porém como devemos fazer missões?

1-    Com amor

O amor é um fruto do Espírito cristão que não ama não evangeliza, devemos amar a todos nunca descriminar ninguém. (João 15.12) mar a todos como Jesus nos amou. (1 João 4.7-8). O amor deve estar em evidencia na vida do crente, hoje a falta de amor é grande (MT 24.12) devido o aumento do pecado. Jesus fazia a obra porque tinha amor (MT 9.36) ele se compadecia pelos perdidos.

2-    Urgência

O dicionário da língua portuguesa define Urgência como: necessidade que requer solução imediata; pressa.
(GN 19.17) como os anjos disseram a Ló e sua família: livra-te, salva a tua vida! Devemos hoje pregar assim com urgência.  Hoje o pecado vem aumentando assustadoramente como nos das de Ló  (LC 17.28-30). Uns dos grandes pecados nos dias de Ló eram:

I-                  Homossexualidade: (GN 19.4-12) pecado condenado veementemente pela bíblia (LV 18.22)
II-              Prostituição: outro pecado condenado pela bíblia como o adultério (LV 18.20) III- Idolatria: condenado pelas sagradas escrituras. (LV 19.4). Por isso, meus amados irmãos, fujam da idolatria.  Coríntios 10:14
Temos que pregar com pressa Jesus está voltado muitos estão presos precisando da verdade que é Jesus.

3-    Porque devo fazer missões?

Porque a obra não está terminada sempre tem alguém precisando ouvir a pregação (MT 9.37) existem muitas vidas precisando de uma ajuda e poucos estão dispostos a irem fazer a obra. Temos que dar de graça o que de graça recebemos (MT 10.8), muitos se negam a pregar o evangelho mais a obra não terminou tem um vizinho, amigo, colega, familiar, desconhecido, precisando ouvir falar de Jesus. A janela 10/40 é um exemplo de povos que precisam ser evangelizados por quê?

- Porque ali vive o maior número de povos não alcançados pelo evangelho. Cobre 1/3 total do planeta e representa 2/3 da população do mundo. São cerca de 3,2 bilhões de pessoas em 61 países.

- Porque ali está a maioria dos seguidores das 3 maiores religiões do mundo: Islamismo, Budismo e Hinduismo.

- Porque dos 50 países menos evangelizados do mundo 37 estão nessa área.

  Dessa janela citaremos três como piores são Coréia do Norte, Arábia Saudita e Irã. Todos esses são perseguidores e não aceitam a evangelização, devemos fazer nossa parte orando, contribuindo e se possível indo ou enviando para esses países escravos de satanás, por isso a frase que não quer calar “ A obra ainda não está terminada”. Por isso ide e pregai por quê? (RM 10.14-15) Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem não ouviram falar? E como ouvirão se não houver quem pregue?
E como pregarão se não forem enviados? Como está escrito: "Como são belos os pés dos que anunciam boas-novas!" Faça sua parte!





sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Superstições o perigo que pode escravizar vidas (Col 2.8)

TEMA: Superstições como devemos agir diante delas (Col 2.8);(2 PD 1.16); (1 TM 1.4)

Introdução

            Vivemos em um mudo supersticioso, onde mitologias superabundam diante da verdade, à história humana é repleta de crendices e lendas é o folclore popular, porém como nós conhecedores da verdade devemos nos portar diante dessas falácias? Será que as superstições podem acarretar males? Como agir?

1-O que é superstições?

            Vem do latim superstitione ou crendice é a crença em situações com relações de causalidade que não se podem mostrar de forma racional ou empírica. Ela geralmente está associada à suposição de que alguma força sobrenatural, que pode inclusive ser de origem religiosa, agiu para promover a suposta causalidade.
            É o folclore que segundo o site http://www.infoescola.com folclore nos leva a dois termos em inglês: Folk e lore, cujos significados são respectivamente: povo e conhecimento. Traduzindo ao “pé-da-letra” seria algo como conhecimento de um povo ou conhecimento popular.

            Desde o período veterotestamentário que encontramos relatos de superstições inclusive 90% das superstições vem de religiões politeístas e panteístas de povos sem livros sagrados que os conduzam de povos que criaram pensamentos para esclarecer duvidas, sabemos que por trás de tudo isto está satanás se aproveitando do leiguice do povo, veja esses versículos: (DT 18.9-14) vemos nesse contexto superstições aberrantes como:

I-                   Matar seu filho no fogo (2 Rs 21.6)
II-                Adivinhar
III-             Prognosticador (aquele que tira sortes para prever o futuro)
IV-             Agoureiro (pessoa que faz agouro para trazer male a outrem)
V-                Encantador (faz encantamento fazer feitiço contra outra pessoa0
VI-             Consultar mortos (após a morte segue-se ao juízo (HB 9.27)

2-Paulo combatia tais praticas  

 (Cl 2.8) Paulo elenca que devemos ter cuidado para ninguém nos fazer presa, significa nos pegar enganar com filosofias vãs, filosofia segundo o site http://www.significados.com.br é uma palavra grega que significa "amor à sabedoria" e consiste no estudo de problemas fundamentais relacionados à existência, ao conhecimento, à verdade, aos valores morais e estéticos, à mente e à linguagem. Paulo estava querendo dizer que não devíamos ser enganados por esses pensamentos falsos, vãos regido pela tradição de homens. De acordo com essa palavra tradição vamos ver como o Brasil é supersticioso, porque será que nosso país é tão supersticioso?  
Devido à tradição de homens: nosso país já tinha índios povo panteísta, depois chegaram os portugueses com o cristianismo paganizado católico, e trouxeram os africanos povos politeístas, sendo assim houve um ecumenismo religioso muito grande ao ponto de varias crendices passar de geração a geração até chegar a nossos dias vejamos algumas:

I-                   Não é bom deixar chinelo ponta-cabeça
II-                Quebrar espelhos dá 7 anos de azar
III-             Vassoura atrás da porta afasta visitas ruins
IV-             Coceira na palma da mão chama dinheiro
V-                Bater na madeira três vezes pra não da azar
VI-             Contar estrelas nasce verrugas
VII-          Medo da sexta-feira 13
VIII-       Banho de água assustada (tirar medo do bebe)
IX-             Dormir com a cama que os pés fiquei virado para a porta
X-                Descobri sexo do bebe (É só pegar o coração da galinha cru, e fazer um corte no meio bem fininho, colocar para ferver se o corte abrir é menina se ficar fechado é menino)
XI-             Se por chave no pescoço o bebe nasce com lábios cortado (isso é lábio leporino fissura labiopalatal, que é mais conhecida como lábio leporino, é uma doença que se desenvolve entre a 4ª e a 12ª semana de gestação do feto e é caracterizada pela abertura na região do lábio do bebê recém-nascido). Causas: o lábio leporino por problemas e descuidos durantes a gestação, como a ingestão de medicamentos contraindicados, uso de drogas, entre outros.

Nós evangélicos como brasileiros que somos, estamos nesse contexto de superstições, cabe a cada um se pegar com a palavra de Deus e refutar essas falácias devemos nos pegar a Cristo, infelizmente em nosso meio existem igrejas supersticiosas um grande exemplo são as igrejas neopentecostais leia esses exemplos:

I-                    Ungir carro
II-                Sal grosso pra desencapetar
III-             Sabonete ungido
IV-             Acredita que ser pobre ou doente ta com demônios
V-                Óleo ungido de Israel
VI-             Vassoura ungida
VII-          Celular ungido
VIII-       Rosa ungida
IX-             Tijolo ungido

Conclusão
            As superstições existem, elas aprisionam muitas vidas, muitas pessoas deixam de desfrutar a vida com medo de crendices populares, as superstições trazem nefastas conseqüências para a humanidade, como igreja do Senhor devemos rejeitar tais ensinamentos dentro da igreja e nós não devemos dar credibilidade a esses conceitos que não tem provas, que são passados de gerações em gerações por homens falíveis, devemos crer na bíblia livro sagrado onde se encontra toda a verdade. Se liberte sempre se questione será que isso é verdade? Tem provas? Está escrito na bíblia? Não seja uma marionete.




quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Mas o que tenho, isso te dou. Fazendo missões com poder e sinais.

Tema: (Atos 3.6 “B”) Mas o que tenho, isso te dou. Fazendo missões com poder e sinais.

Introdução

            É de salutar importância fazer missões as nações clamam, gemem por missionários, porém é uma obra árdua, o labor é difícil. O que Pedro e João tinham de diferente para pregar o evangelho? Ao ponto de oferecer o que tinham a um coxo? Porque o evangelho é poder? O que são sinais?
            Aprendendo o que é poder de Deus e o que são sinais entenderemos o que Pedro e João tinham de diferentes.

1-Como fazer missões com poder?

Em (RM 1.16) afirma que o evangelho de Cristo é o poder de Deus, segundo a Wikipédia poder vem (do latim potere). E segundo o site origem das palavras poder significa: potente, ser capaz. Sendo assim o evangelho ele é capaz de:

I-                    De libertar (João 8.32)
II-                Libertar de demônios (Mc 16.17 “B”)
III-             Curar enfermos (MC 16.18 “C”)
IV-             Salvar do inferno (RM 1.16)

O evangelho de Cristo é poderoso poderíamos citar varias coisas que o evangelho pode fazer na vida de um homem, porém esses quatros pontos são suficientes, aprendemos que o verdadeiro evangelho é feito com poder, evangelho que não há libertação, curas, libertação de forças demoníacas e que não dá certeza da salvação é um pseudoevangelho. O evangelho feito com poder é o evangelho acompanhado por sinais, o que são sinais?

2-Fazendo missões com sinais.

            Sinal segundo o dicionário bíblico Almeida significa milagre que mostra o poder de Deus. (Ex 4.30; 1 Co 1.22). Qual a importância de se fazer missões com sinais?
Desde o período veterotestamentário vemos que Deus teve que mostrar sinais para que os homens pudessem crer nos seus enviados mais porque isto?
Devido à cultura de muitos povos. O Egito é um exemplo de uma nação supersticiosa, onde tinham magos que enganavam e com poderes satânicos ludibriavam toda a nação (EX 7.11-12) fazendo aparecer serpentes, (EX 7.22) tornando águas em sangue, (EX 8.7) fazendo aparecer rãs. Deus precisava enviar Moisés para esse contexto com sinais para que eles pudessem ver que o Deus de Moisés é poderoso e maior que todos (EX 4.1-9). Deus fez com que seu bordão se tornasse em serpente para mostrar seu poder, Deus fez com que sua mão se tornasse leprosa ao por no peito. Com isso Deus estava mostrando que para levar sua mensagem ao Egito até Faraó era necessário que sinais o acompanhassem.
E no período neotestamentário não é diferente, sinais acompanham a igreja (MC 16.17-18) Sinais hão de acompanhar aqueles que crêem em Jesus como:

I-                   Falar novas línguas (1 Co 14.22)
II-                Pegar em serpentes
III-             Beber coisas mortíferas e não ser morto

Sabemos que isso é o mínimo, pois o próprio Jesus disse: Em verdade, em verdade vos digo que aquele que crê em mim fará também as obras que eu faço e outras maiores fará, porque eu vou para junto do Pai (João 14.12).

3-Qual a importância de fazer missões com sinais?

            Existem nações que se a pregação não for acompanhada com sinais ninguém se converte. Porque são nações supersticiosas onde tem guias que fazem diuturnamente sinais, sendo assim fica difícil pregar para essas pessoas sem demonstração do poder de Deus. Vejamos esses exemplos:

I-                   Os índios

 É um exemplo de povos que devem ser evangelizados com poder. Segundo o site www.sohistoria.com.br  
As principais tribos indígenas brasileiras da atualidade são: Ticuna (35.000), Guarani (30.000), Caiagangue ou Caigangue (25.000), Macuxi (20.000), Terena (16.000), Guajajara (14.000), Xavante (12.000), Ianomâmi (12.000), Pataxó (9.700), Potiguara (7.700).
Fonte: Funai (Fundação Nacional do Índio).
Os índios acreditavam e ainda acreditam no Pajé que segundo a história nas sociedades tribais ameríndias da família linguística tupi-guarani, indivíduo responsável pela condução do ritualismo mágico, e a quem se atribui a autoridade xamanística de invocar e controlar espíritos, o que confere à sua ação encantatória poderes oraculares, vaticinantes e curativos. Sendo assim ele tinha o poder de curar e de trazer soluções para diversos problemas tribais, como levar um evangelho sem poder para um povo como esse? Existem atualmente no Brasil três grupos de igrejas as Tradicionais, Pentecostais e as Neopentecostais. O primeiro grupo os tradicionais são muito conservadores, porém eles exprimem o poder de Deus, manifestado através do Espírito Santo, com todo respeito a essas igrejas, mais muitos não acreditam no sobrenatural de Deus, ficando a mercê de falácias e de teorias sem pratica, é perigoso pregar um evangelho que não se vive, que não se crer na sua integra devido a isto, um missionário americano chamado  Daniel Everett se tornou ateu, após ir a uma tribo indígena chamada: Pirahãs essa tribo não acredita em nada sobrenatural, ele começou evangelizando com o evangelho de Lucas e eles perguntaram ao missionário se ele viu as curas feitas por Jesus, devido a isto e outras questões a fé do missionário foi desfalecida até chegar ao ponto do mesmo, ceder e admitir que era também ateu, segundo o site  http://www.mortesubita.org.
Aprendemos com isso que um evangelho que não prega o que vive, que prega sem experiências com Deus é um evangelho falido que pode desmoronar a qualquer momento.

II-                Os africanos

É um povo muito supersticioso, onde existem varias crenças, As religiões tradicionais africanas não possuem textos escritos ou livros sagrados, mas se baseiam na tradição, ou narração passada de geração para geração, sobre os conteúdos e a maneira de viver sua religiosidade. Isso se dá em forma de histórias, ritos, provérbios, danças, músicas, festas.
A Religião na África é diversificada. A maioria dos africanos são adeptos do cristianismo e islamismo. Muitos também praticam as religiões tradicionais africanas. Estas religiões são frequentemente adaptadas aos contextos culturais indígenas e sistemas de crença ou fazem sincretismo paralelamente cristianismo e islamismo. As religiões praticadas pelas tribos africanas e por povos ou grupos são as mais complicadas como: o vodu haitiano, como as crenças do Himba da Namíbia etc. igual aos indígenas brasileiros os africanos são um povo que para se evangelizar é necessária muita oração e poder de Deus, para que vidas se entreguem a Jesus, diferente do missionário que se tornou ateu, temos testemunhos de muitos missionários que foram à África e Deus agiu, mostrou o seu poder e muitas vidas se renderam a Cristo.   

4-Pedro e João tinham o que oferecer.

            Vemos um relato fidedigno do poder de Deus, (Atos 3.1-0) eles subiram ao templo para a oração, e na porta havia um coxo, pedindo esmolas. Pedro falou uma frase linda que emociona até hoje: Não possuo nem prata e nem ouro, mas o que tenho isto te dou: em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, anda!
            Ocorreu mais do que uma cura ou um milagre, ocorreu um sinal a demonstração que o evangelho é poder de Deus, a demonstração de que Jesus os preparou para essa preciosa obra, Jesus tinha falado para eles: (Lucas 10.19-20)  19 Eis que vos dou poder para pisar serpentes, e escorpiões, e toda a força do Inimigo, e nada vos fará dano algum. 20 Mas não vos alegreis porque se vos sujeitem os espíritos; alegrai-vos, antes, por estar o vosso nome escrito nos céus.
            Os discípulos pregaram um evangelho recheado de sinais todo o livro de Atos dos Apóstolos é repleto de passagens que demonstram esses acontecimentos, porem não se pode usar esses sinais, para promover-se e sim para glória de Deus, existem igrejas usando o marketing de curas para atrair fieis e para aumentar os dízimos, nós crentes da AD em Pernambuco, acreditamos no poder de Deus, e sabemos que a história da nossa igreja tanto a primitiva como nossa denominação com Gunnar vingren e Daniel Berg foi assim com manifestações do poder de Deus, façamos missões com poder e glória para que vidas reconheçam o poder de Deus. Nunca para barganharmos!

Conclusão

  Deus quer levantar missionários corajosos, para levar essa mensagem aos indígenas aos africanos, porém temos que crer e está disposto a sofrer por Cristo, busque o poder de Deus através da oração, e peça para ter experiências com Deus, viva o evangelho na integra e não só com teorias. Pedro e João tinham autoridade dada por Deus. Cremos em um evangelho que é poder de Deus e se temos esse poder temos que oferecer ao próximo, tem você o que oferecer a um pecador? Deus tem dons para você busque (1 Co 12.8-11).